02 dezembro 2019

Preços mundiais dos alimentos subiram em outubro Destaque

Os preços mundiais de alimentos subiram, em outubro, pela primeira vez em cinco meses, catalisados pelo aumento das cotações internacionais de açúcar e cereais, de acordo com o índice da FAO, que alcançou uma média de 172,7 pontos, 1,7% mais que no mês anterior e 6% mais em relação a outubro de 2018.

Especificamente, o índice dos preços dos cereais aumentou 4,2%, em outubro, como os preços de exportação de trigo e milho a subirem acentuadamente devido à redução das perspetivas de safra em vários países produtores importantes e à atividade comercial dinâmica. Pelo contrário, os preços do arroz caíram, pressionados pela fraca demanda e pelas perspetivas de uma abundante colheita de basmati.

Por sua vez, o índice de preços do açúcar subiu 5,8%, tendo em conta as previsões de uma oferta muito mais escassa no próximo ano, principalmente devido às grandes reduções esperadas na produção de açúcar na Índia e na Tailândia, respetivamente, o maior produtor de açúcar do mundo e o maior exportador.

Também houve um aumento no índice de preços dos óleos vegetais: 0,5%, atingindo o seu nível mais alto em mais de um ano. Os preços do óleo de palma foram favorecidos pelos novos regulamentos sobre o biodiesel na Indonésia, bem como pela forte procura por importações e pela desaceleração esperada no crescimento da produção, enquanto os preços do óleo de girassol caíram após as abundantes colheitas na região do Mar Negro.

Contactos

M. Largo de São Sebastião da Pedreira, 31 - 4º
1050 - 205 LISBOA

T. (+351) 21 352 88 03
F. (+351) 21 315 46 65

E. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.